a

Blade is a smooth and charming, visually stunning and very malleable and flexible

Latest posts
© Copyright Qode Interactive

XV Reunião Trimestral do Núcleo de Assessoria Técnica Psicossocial do MPSP.

Dia 23 de agosto ocorreu na sede do Ministério Público de São Paulo a XV Reunião Trimestral do Núcleo de Assessoria Técnica Psicossocial – NAT, do MPSP.

Na ocasião, Marcio Cruz, sociólogo e sócio diretor da empresa Usina Ideias e Projetos Ltda que atua com Planejamento Estratégico Participativo e gestão pública, foi convidado para o diálogo com o tema “Planejamento Estratégico na Perspectiva do Serviço Público”.

A colaboração ofertada por Cruz, foi a partir da metodologia adotada pela Usina, que tem como diretriz a mudança de paradigma de planejamento estratégico, com foco horizontalizado na arquitetura de arranjos de participação social desde a concepção do Planejamento Estratégico até a gestão dos resultados.

 

 

“Há uma cultura de construção de planejamento estratégico onde o centro de sua construção é o corpo diretivo do governo para a comunidade ou cidadania. A mudança se dá na alteração deste centro”

 

Na proposta metodológica da Usina, a comunidade tem papel ativo no processo de Planejamento Estratégico, especialmente no desenho de decisões para seu futuro. Também tem papel ativo  os setores da administração que estão envolvidos nos processos e efetivação das expectativas de resultados estratégicos pactuados.“Se é estratégico tem que fazer sentido a comunidade como um todo, e não somente aos setores que tem acesso ao governo”. É importante, por tanto, criar condições de maior presença e participação de caráter republicano às decisões estratégicas e ao controle social dos processos e seus resultados.Além de registrar a participação nesta atividade, a Usina como empresa que estuda e trabalha com o tema, se coloca a disposição para colaborar no diálogo sobre os fenômenos envolvidos em processos de planejamento estratégico e de gestão, especialmente para dialogar sobre os resultados de experiências de processos participativos que valorizam o conhecimento e a articulação de diferentes sujeitos sociais, especialmente aqueles que têm maior necessidade de eficiência de políticas públicas garantidas pela Constituição Federal.