Diagnóstico situacional participativo

A base de um plano ou projeto de ação é a realidade onde está inserido. Instituições públicas e privadas atuam em contextos compostos de variáveis  econômicas, sociais, culturais, políticos e ambientais. Sem conhecê-los a fundo o(a) gestor(a) inevitavelmente tomará decisões que atingem somente a superfície destes dados, sem atuar em suas raízes, imersas em informações que não vê.

Consideramos fundamental que múltiplos observadores estejam envolvidos no processo de elaboração do diagnóstico situacional para obter maior abrangência de informações a partir de enfoque múltiplo. Para isso, a Usina desenvolveu metodologia e aplica método próprio de diagnóstico situacional participativo.

A aplicação deste método permite um diagnóstico produzido pela própria organização que aponte os caminhos, ou, diretrizes a serem definidas e revele a partir do olhar sobre si, os sistemas que atuam na formatação da realidade interna e externa que a instituição quer alterar a partir de suas definições estratégicas.